O guarda-redes Hugo Marques  indicou a união do grupo como factor primordial da saída definitiva da crise de resultados vividos pela seleção nacional, desde a edição anterior do Campeonato Africano das Nações de Futebol (CAN2013), disputada  entre Janeiro e Fevereiro, na África do Sul.

Em declarações à imprensa no final do jogo realizado domingo no estádio de Somhlolo, na cidade de Mbabane, do qual Angola venceu a similar da Swazilândia, por 1-0, referente a primeira “mão” da eliminatórias de acesso a fase final da terceira edição da Taça CHAN, a decorrer em 2014, na África do Sul, Hugo afirmou que o desfecho final foi fruto da determinação de todos.

«Temos trabalhado bem quando somos chamados a representar a bandeira nacional, apenas faltavam estes resultados positivos. Vamos continuar com o mesmo empenho para devolver a alegria que já demos a nossa nação», disse o guarda-redes angolano.

O guarda-redes afirmou ainda que a Swazilândia soube impor-se no terreno do jogo, tendo complicado, de certa maneira, os Palancas Negras em algumas ocasiões.

Para o próximo desafio programado para o dia 29, provavelmente no estádio 11 de Novembro, em Luanda,  o guarda-redes Hugo, do Clube Desportivo 1º de Agosto, disse ser necessário corrigir alguns erros.

Angola é a vice-campeã desta prova continental, reservada a jogadores que evoluem nos campeonatos internos , posição conseguida na II edição disputa em 2011, no Sudão, após derrota com a Tunísia.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.