O jogo da segunda jornada de qualificação do Grupo F para o CAN’2017, Líbia - Cabo Verde, agendado para Setembro, será disputado em Marrocos dado a situação política e de conflito que se verifica no território líbio.

O presidente da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) Victor Osório, assegura que recentemente esteve no Congresso da FIFA, em Zurique, e fez um pré-acordo com o seu homólogo da Líbia para a realização deste jogo em Marrocos.

"Punha-se a hipótese também de o jogo se realizar na Tunísia, mas a equipa anfitriã, a Líbia, optou pela realização do jogo na primeira semana de setembro em Marrocos”, explica Victor Osório.

Ainda assim, o líder federativo recusa o argumento de que vai ser um jogo em campo neutro, alegando que a Líbia está habituada a jogar fora de portas há muito tempo.

O responsável considerou que os líbios "conhecem bem" o relvado de Marrocos, e que "vão sentir-se mais em casa" do que Cabo Verde, sobretudo por razões geográficas.

"Não é um campo neutro, vamos jogar na casa da Líbia porque fizeram uma pré-escolha dos Marrocos para acolher o jogo", especifica Victor Osório

Em relação à primeira vitória de Cabo Verde durante a presidência deste novo líder federativo (goleada este sábado, 7-1, a São Tomé e Príncipe em jogo da jornada primeira do Grupo F disputado no Estádio Nacional), Victor Osório mostrou-se feliz, ressalvando que o mais importante era a conquista dos três pontos.

Disse que os golos poderão fazer a diferença na classificação final desta fase de grupo, "de maneira que os sete golos marcados em casa são importantes", considerou Victor Osório, acrescentando que se torna importante a seleção começar logo a definir que Cabo Verde é candidata a estar presente na fase final do CAN.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.