Lúcio Antunes gostaria de ver Cabo Verde no Mundial´2014. Em entrevista exclusiva ao SAPO Desporto, o selecionador de Cabo Verde abordou os três jogos que os Tubarões Azuis vão fazer em junho, de apuramento para o CAN´2013 e Mundial´2014 e ainda a lista dos 23 convocados e a sua situação contratual com a Federação Cabo-verdiana de Futebol.

«Podemos apurar-nos para a Copa do Mundo de 2014»

Apesar de considerar que as formações da Serra Leoa e Tunísia são muito fortes, com jogadores muito experientes, Lúcio Antunes acha que Cabo Verde pode vencer estas duas seleções:

«A Serra Leoa é uma seleção muito forte, está melhor colocacada do que nós no ranking FIFA, com jogadores que atuam em vários clubes Europeus de nomeada. Individualmente e como grupo são muito fortes. Já a Tunísia, é uma seleção que esteve nos quartos de final do útlimo CAN, apura-se quase sempre para os mundiais de futebol, tem neste momento os três melhores jogadores que jogam em África. Mas nós, com o nosso trabalho, com a nossa humildade, se estivermos num dia bom, podemos ganhar a qualquer adversário", disse, confiante.

Lúcio Antunes não alinha em euforias. O selecionador tem consciência que os cabo-verdianos anseiam por uma qualificação para uma grande competição, mas acha que o importante é não queimar etapas: "Estamos num processo de crescimento, como equipa, a própria federação está a crescer, assim como o nosso futebol. Queremos ir ao CAN´2013 mas se não conseguirmos, temos de dar os parabéns a quem for no nosso lugar. Demos um grande passo rumo a esta competição com a vitória fora frente ao Madagáscar mas agora é continuar a trabalhar para atingir os nossos objetivos», afirmou ao SAPO Desporto.

A seleção de Cabo Verde é constituída na sua maioria por jovens valores. Dos 23 convocados, dez são atletas sub-21, com enorme margem de progressão e que podiam atingir a maturidade futebolística no Mundoal´2018. Mas Lúcio não quer esperar até lá para ver Cabo Verde numa Copa do Mundo: «O ideal seria estarmos no próximo. Queremos estar no Mundial´2014 e penso que se continuarmos a trabalhar como temos feito, podemos conseguir a qualificação», disse.

Campeonato de Cabo Verde não influenciou convocatória

A lista dos 23 convocados para os três jogos de junho (Serra Leoa, Tunísia e Madagáscar) não contempla nenhum jogador a atuar em Cabo Verde. Um dado que é desvalorizado por Lúcio Antunes: "Convoco os que estiverem em melhores condições para servir os interesses da seleção. Não tem nada a ver com o facto de estar a decorrer o campeonato nacional. Se tivesse de convocar alguém a jogar em Cabo Verde, fa-lo-ia sem problemas porque em primeiro lugar estão os interesses da seleção».

Dos 23, há alguns atletas com algumas mazelas, com problemas físicos devido a época desgastante que fizeram, mas Lúcio garante que todos são recuperáveis para os próximos compromissos dos Tubarões Azuis.

Quem ficou de fora dessa lista foi Valdo, jogador do Levante de Espanha. O selecionador dos Tubarões Azuis explica porquê o avançado não foi convocado: «Valdo fez uma época desgastante, deu muito nas vistas no Levante mas o seu contrato acabou. Neste momento ele está a tratar do seu futuro, tem algumas propostas, está a analisa-las. Falou connosco e pediu dispensa desses jogos, de modo que pudesse concentrar-se para tratar do seu futuro, já que neste momento está sem contrato. Não fazia sentido convoca-lo para ir para Portugal, depois para Serra Leoa, e mais tarde Cabo Verde. Esta é uma altura decisiva para quem procura clube e achamos por bem deixa-lo tratar do seu futuro».

Contrato renovado até último jogo de qualificação

Lúcio Antunes confirmou ao SAPO Desporto que renovou contrato com a Federação Cabo-verdiana de Futebol até ao último jogo de apuramento para o Mundial`2014. Um contrato que também vai de encontro aos desejos de ambas as partes: "Nem a nossa federação nem eu temos dinheiro para estar a pagar altas indemnizações. Imagina que tinha um contrato longo e por algum motivo, não poderia cumpri-lo. Se fosse a Federação a quebra-lo, tinha de pagar uma alta indemnização, e se fosse eu a faze-lo, seria a mesma coisa. Optamos por um contrato curto, por objetivos, que vai ao encontro do desejo de todos. Se conseguirmos o apuramento para a próxima prova e a Federação e eu acharmos por bem estender o contrato, fa-lo-emos sem qualquer problema".

Cabo Verde encontra-se a estagiar na Academia de Alcochete, em Lisboa. A comitiva segue na quarta-feira para a Monróvia para defrontar a Serra Leoa no arranque do apuramento para o Mundial`2014. Depois regressa à Praia onde tem agendado mais dois encontros: com a Tunísia, na 2ª jornada do apuramento para a Copa do Mundo de 2014 e com o Madagáscar, na 2ª mão da 2ª eliminatória de apuramento ao CAN´2013.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.