A Associação de Futebol da Guarda apoia Carlos Marta, para a presidência da Federação, mas defende que Júlio Vieira, da Comissão Delegada das Associações e presidente da associação de Leiria, seria o candidato ideal para o lugar.

«Apoiaremos uma candidatura oriunda das associações. Carlos Marta é uma pessoa perfeitamente identificada com o futebol amador. Dá-nos garantias de que não será parente pobre do futebol nacional. Mas não é a solução que mais me agrade. Sinceramente, não é», disse, à Lusa Amadeu Poço sobre a eventual candidatura do atual presidente da Câmara Municipal de Tondela.

O presidente da AF Guarda foi mais concreto:

«Preferiria, por exemplo, que Júlio Vieira avançasse com uma candidatura como chegou a ser proposto. De braços abertos o apoiaríamos. Mas (com Carlos Marta), do mal o menos. É a candidatura que mais se aproxima do que pensamos que o futebol deve ser», acrescentou.

Amadeu Poço admitiu que a AF Guarda «ainda não subscreveu qualquer candidatura» e revelou que na quarta-feira vai ouvir as ideias de Fernando Gomes, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, um dos dois candidatos à liderança da FPF, a par de António Sequeira, antigo dirigente do organismo.

Mais dúvidas quanto ao ato eleitoral de 10 de dezembro foram manifestadas por Amaro Camões (AF Évora):

«Ainda não acabaram as candidaturas à presidência da FPF e também não sei se não pode haver desistências.»

Sem se comprometer com qualquer fação, o dirigente questionou ainda se «a candidatura de Fernando Seara já desapareceu».

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.