“São coisas inconvenientes, desagradáveis, devem ser responsabilizados os autores e devem ser reflectidas as condições em que as coisas são passadas. Não deve ser extrapolado daí para decisões de fundo nas relações entre entidade patronal e treinador”, disse Silveira Ramos.

Em declarações à Agência Lusa, o líder da ANTF adiantou que “se o avolumar dos casos justificar a perda de confiança na relação entre os dois, devem procurar as soluções que façam com que eles se sintam satisfeitos, porque uma relação de trabalho tem de ser satisfatória”.

“Não estamos a tentar tirar peso aos acontecimentos, mas não podem ser decisivos de fora para dentro. Têm de ser as autoridades que estão envolvidas a decidir que, dados os casos A, B e C, deixou de haver relação de confiança. A partir daí, tem de se arranjar uma solução”, afirmou.

Para a ANTF, “se há responsabilidades do professor Queiroz, que sejam assumidas”, assim como “se há alguma forma mais hostil da autoridade antidopagem na participação na selecção, que seja também reconhecida”.

“Pensamos é que esse facto está a ter um peso público muito grande naquilo que são as decisões da relação Federação/treinador. Elas terão alguma implicação a serem verdade e terão de ser assumidas as responsabilidades, mas, se isso é motivo para que o treinador e a sua entidade patronal percam a sua relação de confiança, terão de ser eles a decidir, por via jurídica ou por negociação”, referiu.

Contudo, a ANTF “não tem a ideia de que os treinadores sejam perfeitos e tenham de ser defendidos independentemente das responsabilidades”.

“O treinador e a sua entidade patronal têm de assumir as suas responsabilidades. Não temos nada a ideia que um treinador que cometa erros tenha de ser branqueado, tem de assumir as suas responsabilidades. Somos defensores do cumprimento dos regulamentos”, afirmou.

O Diário de Notícias noticiou que a FPF tem um inquérito conduzido pelo IDP que visa um alegado comportamento incorrecto do seleccionador nacional, Carlos Queiroz, durante uma acção de médicos da ADoP no estágio da equipa portuguesa na Covilhã, que antecedeu o Mundial2010.

A direcção da FPF reúne-se na sexta-feira, às 15h00, num encontro em que a decisão sobre a continuidade de Queiroz na selecção portuguesa deverá ser debatida.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.