O primeiro-ministro afinal não marcará presença na inauguração da Cidade do Futebol, contrariando a informação inicial.

António Costa justificou a sua ausência por doença, e no seu lugar irá o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues.

A Cidade do Futebol, que será hoje inaugurada, é o concretizar de uma ambição federativa com mais de uma década e servirá de polo agregador das seleções nacionais e da própria Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

O centro logístico e de treinos inclui todas as condições necessárias à preparação de uma equipa, com três campos relvados e outro meio para treino específico de guarda-redes, além de uma bancada para 300 pessoas, 11 balneários, dois ginásios, unidade de saúde e performance, centro de imprensa ou farmácia. Por outro lado, a Cidade do Futebol vai albergar igualmente a nova sede da FPF, estando previsto que os serviços federativos se mudem definitivamente aquele espaço em meados de abril, deixando, assim, o edifício na Rua Alexandre Herculano, em Lisboa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.