As escolhas de Mónica Jorge, Humberto Coelho e Pauleta para integrarem a futura direção da FPF, caso vença o candidato Fernando Gomes, merecem o apoio da Associação Nacional de Treinadores de Futebol (ANTF).

Em declarações à agência Lusa, o presidente da ANTF, Silveira Ramos, sublinhou que mais importante do que as pessoas, são os programas e as ideias, mas que vê com «bons olhos» estas escolhas.

«Não temos que interferir e não foi pedida nenhuma colocação de nomes. Mas vemos com bons olhos e que isso corresponda a ideias e programas», disse o responsável da Associação dos Treinadores.

Silveira Ramos lembrou que a entrada de antigos profissionais na estrutura federativa não é caso único e lembrou o vice-presidente da FPF Carlos Silva, antigo jogador do Belenenses e treinador de alguns clubes, que faleceu em 2007.

Em relação aos nomes agora indicados: a selecionadora feminina Mónica Jorge, o antigo selecionador e jogador Humberto Coelho, e o também ex-internacional Pedro Pauleta, Silveira Ramos mostrou grande confiança.

O dirigente disse ainda tratarem-se de pessoas habituadas ao interior da modalidade e às medidas organizativas, com “uma dupla valência” e com quem a ANTF tem as melhores relações.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.