O futebolista Beto, guarda-redes da seleção portuguesa, afirmou hoje que a Arménia é um adversário "difícil" e muito competitivo e desvalorizou a ausência do selecionador Fernando Santos durante o jogo do Grupo I de qualificação para o Euro2016.

"Não existem vitórias antecipadas e já não há adversários acessíveis para ninguém. Existe uma competitividade muito grande e a Arménia já deu provas disso. É uma seleção difícil, que tem jogadores que jogam em boas equipas na Europa", alertou Beto.

Mesmo assim, o guardião de 33 anos, que está de regresso às escolhas de Fernando Santos depois de ter falhado o encontro com a Sérvia devido a lesão, garantiu que Portugal só pensa em alcançar a sua primeira vitória na Arménia.

"Somos Portugal, somos uma grande equipa e tudo faremos para ganhar pela primeira vez na Arménia e reforçar o primeiro lugar do grupo. Não vamos ter o nosso treinador do banco, mas sentimos a presença dele no campo", frisou.

Beto, que assumiu ter tido uma "temporada atípica" no Sevilha devido a uma lesão no ombro que o afastou dos relvados durante três meses, abordou ainda o escândalo de corrupção que vive a FIFA e que levou mesmo à demissão do presidente Joseph Blatter, depois de 17 anos no cargo. "Optei por ler pouco e ver cada vez menos. Toda gente quer futebol limpo, transparente e é por isso que temos que lutar. Os jogadores são um pouco alheios a isso porque são decisões que não cabem a nós", referiu o guarda-redes.

A viver a sua segunda experiência na seleção nacional, o André André, de 25 anos, realçou a qualidade dos jogadores que Portugal tem e assumiu o desejo de "aprender com eles".

"Quero melhorar e aproveitar a experiência deles. São jogadores com muita qualidade, quero aprender com eles e a jogar com estres jogadores obrigatoriamente tenho que evoluir", disse o médio do Vitória de Guimarães.

Beto e André André falavam aos jornalistas em conferência de imprensa, minutos antes de Portugal realizar mais um treino no Estádio Nacional, em Oeiras, de preparação para o encontro com a Arménia, do Grupo I de qualificação para o Europeu de 2016, a 13 de junho, em Erevan, seguindo-se, três dias depois, um particular com a Itália, em Genebra.

Até sexta-feira, a seleção nacional vai preparar o confronto com a Arménia sempre no Estádio Nacional, mas sem regime de estágio, ou seja, os jogadores ficarão livres após os aprontos.

A 07 de junho, a comitiva lusa viaja para a Geórgia, onde vai realizar um estágio de quatro dias em Tbilissi, rumando depois a Erevan. Após quatro jornadas, Portugal lidera o Grupo I, com nove pontos, contra sete de Dinamarca e Albânia e um de Sérvia e Arménia.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.