A equipa portuguesa prepara agora o desafio com a Macedónia, agendado para terça-feira, em Vila Nova de Gaia, que servirá apenas para ‘cumprir calendário’, mas que os jogadores querem vencer.

“Temos de representar a selecção da melhor maneira frente à Macedónia, honrar a camisola, e entrar com espírito de vencer”, disse hoje André Santos, jogador do Sporting.

O jogador falou “num regresso triste aos trabalhos”, e tentou explicar o afastamento do Europeu: “Não foi só por este jogo com a Inglaterra. Perdemos pontos em momentos que não deveríamos ter perdido e isso complicou ainda mais a tarefa”.

Ainda assim, o jogador leonino frisou “a qualidade desta selecção”, confessando que “a equipa teve algum azar, mas também perdeu pontos frente a adversários teoricamente mais fáceis”.

Yazalde, atleta que alinha no Rio Ave, considerou que apesar do apuramento para o “Euro” ter sido falhado, “motivação não faltará à selecção” frente à Macedónia.

“É sempre complicado porque já sabemos que estamos eliminados, mas tem de haver motivação porque temos consciência que estamos a representar o país”, frisou o ponta de lança.

Yazalde disse ainda que apesar da derrota frente a Inglaterra “a equipa está de parabéns pela entrega que demonstrou”.

No treino de hoje, realizado em Fão, o seleccionador Oceano Cruz promoveu uma ligeira sessão de trabalho de recuperação, em que foram poupados os titulares da partida frente a Inglaterra.

Domingo, a equipa nacional tem nova sessão de trabalho, desta feita no campo do Pedroso, em Vila Nova de Gaia, palco do jogo frente à Macedónia.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.