Os 55 delegados à Assembleia-Geral (AG) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) vão começar a ser eleitos na sexta-feira, num processo que terá de ficar concluído até dia 15 de setembro.

Nos plenários, os eleitos vão representar os clubes de competições profissionais (20), clubes de competições não profissionais (oito), treinadores (cinco), árbitros (cinco), jogadores profissionais (cinco), emblemas das competições distritais (sete) e jogadores amadores (cinco).

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), o Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF), a Associação Nacional de Treinadores (ANTF), a Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) e as associações distritais e regionais ficaram responsáveis por este processo eleitoral.

Estes representantes vão completar a nova AG federativa, num total de 84 delegados (contando com os 29 representantes dos sócios ordinários da FPF), mas os escrutínios têm procedimentos diferentes, conforme a instituição que os organiza.

Os 20 representantes da LPFP serão escolhidos após o Conselho de Presidentes, marcado para quinta-feira. Estes vão ser submetidos a sufrágio, em AG extraordinária, no dia 14.

Fonte da Liga explicou à Lusa que «a eleição dos seus delegados à AG da FPF será alvo de uma proposta de regulamento, de modo a definir, sempre que possível, que as posições do futebol profissional possam ser defendidas em bloco».

Na reunião do Conselho de Presidentes vai ser decidida a metodologia de eleição, que poderá ser a representação de 12 clubes da Liga mais oito da Liga de Honra, ou 14 mais seis.

Também em reunião magna extraordinária, a ANTF vai eleger, no dia 12, os seus cinco delegados, apresentados em lista única, entregue ao organismo na passada segunda-feira.

No mesmo dia, a APAF promove eleições em 23 mesas de voto espalhadas pelo país, das quais sairá um delegado representando os árbitros do futebol profissional, outro (de duas listas a sufrágio) para o não profissional, mais um em nome dos “juízes” de futsal e os dois restantes para a área do futebol distrital (também de duas listas).

Quanto aos cinco representantes dos jogadores profissionais, há uma lista única a votação, que terá lugar no dia 9 (sexta-feira).
Nesse dia, as associações de Algarve, Aveiro, Braga, Coimbra, Leiria, Lisboa, Porto e Setúbal elegem os oito representantes de clubes de competições não profissionais.

Évora, Guarda, Santarém, Madeira, Ponta Delgada, Viana do Castelo e Viseu elegem os delegados dos clubes das competições distritais e regionais, enquanto os cinco representantes dos jogadores amadores serão designados por Angra do Heroísmo, Beja, Castelo Branco, Portalegre e Vila Real.

Os vários organismos envolvidos neste processo devem comunicar à FPF, até 15 de setembro, os delegados e suplentes eleitos, que serão empossados a 01 de outubro, dia em que deverá ser feita a convocatória para a AG eleitoral para os órgãos sociais da FPF.

As primeiras eleições na FPF após a adequação dos seus estatutos ao Regime Jurídico das Federações Desportivas estão marcadas para 10 de dezembro, e as candidaturas têm de ser apresentadas até 27 de outubro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.