O selecionador Emílio Peixe pediu hoje entrega a 100% aos jogadores da equipa portuguesa, que se vai estrear na quarta-feira na ronda de elite de qualificação para o Europeu de futebol de sub-17, frente à anfitriã Escócia.

“Vai ser um jogo em que temos plena noção que temos de dar tudo. Vamos ter de o fazer nos três jogos, pois nada vai ficar decidido nem no primeiro, nem no segundo jogo”, disse o treinador, em declarações à assessoria de comunicação da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

A seleção portuguesa de sub-17 discute o apuramento para o Europeu da categoria frente à Escócia, seleção anfitriã do grupo 6 da ronda de elite, Rússia e Polónia, com vagas para o vencedor e para os sete segundos melhores classificados dos oito grupos.

Essas 15 equipas irão então juntar-se na fase final, a decorrer entre 03 e 19 de maio, à anfitriã República da Irlanda.

Hoje, após o último treino de preparação para o jogo de quarta-feira, em Paisley, no Saint Mirren Park, Emílio Peixe reforçou que estas “competições levam as decisões até ao último jogo”.

Para o técnico português, a Escócia estará “galvanizada pelo seu público”, mas Portugal tem o objetivo de se superar em todos os momentos, condição fundamental para conseguir o apuramento.

“Se não o fizermos podemos ficar pelo caminho e todos têm essa noção da importância de dar tudo em todos os momentos”, justificou.

Depois da Escócia, em jogo com início agendado para 18:00, a seleção das ‘quinas’ defrontará a Polónia, no sábado, e a Rússia, na próxima terça-feira, ambos no Cappielow Park, em Greenock.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto