Roderick Miranda ambiciona estar presente no Mundial 2011 de sub-20 que irá ser disputado na Colômbia: «Nesta equipa não há titulares nem suplentes, todos têm condições para ajudar a equipa. Eu e os outros que participarem no Mundial vão sair valorizados, porque é uma montra enorme e é obvio que estar lá é o sonho de qualquer jovem (…) os jogadores querem sempre o céu, ou seja lutar sempre pelo melhor».

Para Roderick, um dos capitães da equipa das “quinas”, a fase final do Mundial pode «lançar o nome pelo país fora e também internacionalmente».

A selecção lusa defronta a Noruega terça-feira, no Estádio Municipal de Rio Maior, às 16 horas, para «afinar a artilharia para o Mundial», vincou Roderick, que relega para segundo plano o «objectivo de sempre, que é ganhar».

«Quem der tudo em campo vai fazer uma boa prova. Podemos não ser favoritos, mas também o favoritismo raramente dá certo, por isso vamos cientes de que somos capazes de concretizar os objectivos, como Portugal já alcançou em outros Mundiais de sub-20», referiu o defesa do Benfica.

Também Nuno Reis, que alinha nos belgas do Cercle Bruge por empréstimo do Sporting, pretende «corrigir os erros cometidos, fazer uma boa exibição e conseguir melhor preparação para o Mundial».

«Vamos dar o nosso melhor, queremos ganhar o máximo de jogos e ir o mais longe possível. Temos uma equipa de grande valor, acho que tudo é possível», concluiu Nuno Reis.

A equipa das “quinas”, que prepara o Mundial da categoria, na Colômbia, de 29 de Julho e 20 de Agosto, volta a treinar ainda hoje, às 17 horas.

Depois do confronto com a selecção sub-21 da Noruega, a selecção lusa ainda vai realizar outro particular, a 20 de Abril, antes de disputar o Torneio de Toulon, de 1 a 10 de Junho.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.