A Rússia saiu derrotada nas duas únicas vezes que jogou na condição de visitante em Lisboa, a primeira no Estádio da Luz, e a última por retumbante 7-1, em Alvalade, resultados que contribuíram para o balanço global muito favorável de Portugal frente à equipa atualmente treinada pelo italiano Fabio Capello, com um total de cinco vitórias, um empate e duas derrotas.

Com um percurso imaculado na fase de apuramento para o Mundial 2014, a seleção da Rússia lidera o grupo F com quatro vitórias, em quatro jogos, e nenhum golo sofrido. A equipa comandada por Fabio Capello apresenta-se como um bloco sólido defensivo que explora os desequilíbrios dos adversários para desferir rápidos “contra-golpes” e que sabe anular bem adversários com futebol mais criativo.

Depois de uma campanha no Euro 2012 abaixo das expectativas, a Rússia encarou o apuramento para o campeonato do Mundo no Brasil como determinante para a sua afirmação no futebol internacional. Com o experiente Fabio Capello no comando técnico, a formação de Leste entrou a vencer na dupla jornada de qualificação: 2-0 à Irlanda do Norte e 0-4 a Israel.

Seguiram-se depois duas vitórias tangencias sobre Portugal e Azerbaijão, por 1-0, que colocou a Rússia como líder incontestável do grupo F de apuramento para o Mundial 2014. Com uma equipa muito organizada e disciplinada taticamente, a Rússia é a grande favorita para o primeiro lugar do grupo de apuramento, deixando Portugal e Israel a lutar pelo segundo lugar.

Igor Akinfeev, guarda-redes
O número 1 da seleção russa é um autêntico símbolo do CSKA Moscovo, campeão russo da época 2012/2013. Quando estão decorridos quatro jogos de apuramento para o Mundial 2014, Igor Akinfeev ainda não sofreu nenhum golo.

Anyukov, defesa direito
Aleksandr Anyukov é um dos jogadores mais experientes da seleção russa. Aos 30 anos, o jogador do Zenit S. Petersburgo é uma referência no lado direito da defesa russa. Estreou-se pela seleção russa no Euro 2004 frente à Grécia e tem sido uma presença constante nas convocatórias e nas fases finais.

Ignashevich, defesa central
O defesa central de 33 anos é a trave mestra da defesa do CSKA de Moscovo e uma referência na seleção russa. Vencedor da Taça UEFA em 2004/2004 frente ao Sporting, Sergei Ignashevich faz uma sólida dupla com Vasili Berezutskiy quase há uma década.

Berezutski, defesa central
Vasili Berezutskiy é uma das razões pelas quais o CSKA Moscovo se sagrou campeão russo esta época. Duro a marcar os adversários, o defesa central de 30 anos é o complemento ideal de Ignashevich, mais lento com a idade.

Kombarov, defesa esquerdo
Dmitri Kombarov tem vindo a conquistar um lugar na seleção russa na fase de apuramento para o Mundial 2014. Com 26 anos, o médio do Spartak Moscovo foi adaptado à posição de defesa esquerdo e não tem comprometido com o seu sentido posicional e inteligência tática.

Igor Denisov, médio
O capitão da seleção russa é um autêntico pêndulo nas movimentações do meio campo da equipa de Fabio Capello. Formado no Zenit S. Petersburgo, Igo Denisov estreou-se pela formação principal da Rússia em 2008 depois de ter levado o emblema russo a duas conquistas europeias em 2008: Taça UEFA e Supertaça Europeia.

Shirokov, médio
Roman Shirokov, com 31 anos, é o jogador mais velho do meio-campo russo. O médio do Zenit S. Petersburgo tem sido uma das figuras da Rússia na fase de apuramento para o Mundial 2014 apontando dois golos nos últimos quatro jogos da formação russa. Posicionalmente muito competente, Roman Shirokov tem uma inclinação para o ataque, apesar de jogar em terrenos mais defensivos.

Bystrov, médio
A completar o tridente do meio campo da seleção russa está mais um médio do Zenit S. Petersburgo. Vladimir Bystrov, de 29 anos, participou em todos os jogos de apuramento para o Mundial de 2014, embora nem sempre como titular. Em 2004, estreou-se pela seleção principal em pleno Estádio da Luz ao entrar para o lugar de Marat Izmailov.

Dzagoev, médio ofensivo
Alan Dzagoev é uma das estrelas do futebol russo e do CSKA Moscovo. O médio criativo de 22 anos tem despertado o interesse de vários clubes europeus e é um perigo constante para as equipas adversárias. Com passes milimétricos e um sentido posicional inteligente, Dzagoev estreou-se na equipa principal da Rússia em 2008 com apenas 18 anos.

Faizulin, médio
O médio ala, Viktor Fayzulin, estreou-se ao serviço da equipa principal da Rússia na vitória sobre a República da Irlanda no arranque da fase de apuramento para o Mundial 2014. Apesar de ter uma carreira experiente no Zenit S. Petersburgo, onde conquistou dois troféus europeus, Viktor Fayzulin, de 29 anos, ainda não participou em nenhuma fase final de um campeonato da Europa ou do Mundo.

Kerzhakov, ponta-de-lança
Aleksandr Kerzhakov é a referência no ataque da seleção da Rússia. O finalizador de 30 anos do Zenit S. Petersburgo já apontou dois golos na fase de qualificação para o Mundial 2014 e conta com uma larga experiência internacional com uma passagem pelo Sevilha entre 2007 e 2008.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.