Em entrevista à TSF e Diário de Notícias, o presidente da Liga, Fernando Gomes, admitiu que se viveu um período conturbado com o “Caso Queiroz”, revelando desgaste na FPF, mas o pior já terá passado.

“Não falei com ele [Gilberto Madail], não sei efectivamente se ele se vai recandidatar. Numa conversa tida antes do jogo com a Dinamarca, achei-o bastante desgastado [com o caso Queiroz], e nessa altura não me pareceu que estivesse muito motivado para continuar” no cargo, revelou Fernando Gomes, este domingo.

No entanto, o presidente da Liga acha que os tempos difíceis que pairavam sobre a FPF já fazem parte do passado.

“Mas as últimas declarações, que tive oportunidade de ouvir, dão-me ideia de um Gilberto Madail diferente, que não dizendo que é candidato, deixa entreaberta alguma porta em relação a essa possibilidade”, disse o presidente da Liga de Clubes.

Recorde-se que a data acordada entre a direcção e a presidência da Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) para a realização do eleitoral para os novos órgãos sociais é 15 de Janeiro de 2011.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.