O Presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, assumiu a presidência do comité de competições de clubes da UEFA, organização que a partir do dia 01 de julho passou a contar com 14 portugueses nas suas estruturas.

Ao suceder ao holandês Michael van Praag, a liderança do Comité de Competições de Clubes, num mandato de quatro anos, entre 2015 e 2019 Fernando Gomes assume um dos três cargos que irá desempenhar nas novas estruturas do organismo presidido pelo francês Michel Platini, cujos membros entraram em funções no dia 01 de julho.

Fernando Gomes é também membro do comité executivo, que tem um mandato de dois anos (2015/2017), e vice-presidente da comissão de associações nacionais, que desempenhará funções até 2019 e terá como líder o cipriota Marios Lefkaritis. (Corrige no segundo parágrafo o ano em que termina o mandato de Fernando Gomes, que é em 2019 e não em 2017).

Sem surpresas, o antigo procurador-geral da República portuguesa Cunha Rodrigues mantêm a presidência do painel de controlo financeiro de clubes (‘fair-play’ financeiro), cargo que ocupa desde 2012, tendo como principal função o controlo das finanças e gestão dos clubes para que não apresentem despesas superiores às receitas.

O antigo internacional português Luís Figo irá desempenhar funções como 4.º vice-presidente do Comité de Futebol, o mesmo cargo que terá Tiago Craveiro no Comité de Conselho de Marketing. Já Henrique Jones, antigo médico da seleção portuguesa, será o segundo vice-presidente do Comité Médico.

Nas novidades da lista a que a Lusa teve acesso, destaque para João Leal, que fará parte do Comité de Apelo do Conselho de Disciplina, enquanto o ex-árbitro Pedro Proença, que abandonou os relvados na época passada, é um dos novos membros do Comité de Arbitragem.

Como membros farão também parte Mónica Jorge (Comité de Futebol Feminino), Pedro Dias (Comité de futsal e futebol de praia), Paulo Lourenço (Comité do Estatuto do Jogador, Transferências, Agentes e Agentes do Jogo), Teresa Romão (Comité de ‘fair-play’ e responsabilidade social) e Onofre Costa (Comité de Media).

Por fim, António Laranjo, no Painel de Gestão e Construção de Estádios, e Arnaldo Cunha, no Painel de Futebol de Base, encerram a lista de 14 portugueses que compõem a estrutura do organismo que tutela o futebol europeu.

*artigo corrigido e atualizado às 17h45

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.