O presidente da Assembleia da República lembrou hoje as diferentes origens dos 23 jogadores convocados para o Mundial da Rússia, dentro e fora de Portugal, de Leiria ao Lobito, e afirmou que esta "é a seleção de todos".

Eduardo Ferro Rodrigues falava numa cerimónia de receção à seleção portuguesa, seguida de jantar, no Antigo Museu Nacional dos Coches, em Lisboa, com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Perante os jogadores e a equipa técnica comandada pelo selecionador Fernando Santos, o presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, que é sportinguista, declarou: "Como calculam, não vou falar de clubismos. Mas vou apenas falar de zonas de Portugal e de outros países que há pouco na Wikipedia tive ocasião de verificar de onde são oriundos estes 23 jogadores".

Depois, o presidente da Assembleia da República nomeou, um por um, os lugares de nascimento dos jogadores: "Leiria, Loures, Givors (França), Singen (Alemanha), Lisboa, Póvoa de Varzim, Maceió, Penafiel, Amadora, Le Blanc-Mesnil (França), Sines, Luanda (Angola), Angoulême (França), Portimão, Maia, Praia (Cabo Verde), Lobito (Angola), Porto, Lisboa, Lisboa, Baguim do Monte, Benavente, Funchal".

"Esta é, realmente, a seleção de todos nós e a seleção que representa o país. Não apenas representa Portugal, como representa a língua portuguesa, como representa as comunidades portuguesas. Está aqui o resultado de 50 anos também de saída dos portugueses para trabalharem lá fora, de amizade entre os povos lusófonos", considerou.

Ferro Rodrigues realçou que "Portugal está aqui representado de norte a sul, coisa que é muito invulgar em qualquer outra situação", com "jogadores do norte, do centro, da região de Lisboa, do Alentejo, do Algarve, da Região Autónoma da Madeira" e também "vindos da Alemanha, da França, de Cabo Verde, de Angola – nascidos aí e portugueses como todos nós".

"É um grande orgulho ter esta seleção. Respiramos um ambiente de esperança, um ambiente de confiança. Há aqui jogadores que já ganharam tudo o que têm para ganhar, exceto esta pequena coisa que vai começar na próxima semana. E é a esses também que eu apelo, e sei que será possível, para darem em todos os jogos o máximo como se estivessem em cada jogo numa final", concluiu.

Em nome dos 230 deputados da Assembleia da República, Ferro Rodrigues desejou-lhes "a melhor das sortes" na fase final do Campeonato Mundial de Futebol de 2018.

Antes de partir para a Rússia, Portugal vai ainda defrontar a Argélia na quinta-feira, no Estádio da Luz, em jogo de preparação com início às 20:15 horas, o último antes da participação na fase final do Campeonato do Mundo de 2018.

A equipa portuguesa, campeã europeia em título, integra o Grupo B do Mundial da Rússia e vai estrear-se frente à Espanha, em Sochi, no dia 15 de junho, antes de defrontar Marrocos, em Moscovo, no dia 20, e o Irão, treinado pelo português Carlos Queiroz, em Saransk, no dia 25 de junho.

Dois anos após a vitória no Europeu de 2016, em França, o selecionador Fernando Santos convocou para o Mundial da Rússia os guarda-redes Rui Patrício, Anthony Lopes e Beto, os defesas Cédric Soares, Ricardo Pereira, Pepe, José Fonte, Bruno Alves, Rúben Dias, Raphael Guerreiro e Mário Rui, os médios William Carvalho, João Moutinho, João Mário, Manuel Fernandes, Adrien Silva e Bruno Fernandes e os avançados Gonçalo Guedes, Bernardo Silva, Gelson Martins, Ricardo Quaresma, Cristiano Ronaldo e André Silva.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.