José Mourinho assegurou hoje que a sua relação com o Real Madrid não mudou, apesar da polémica gerada em Espanha com o possível convite da Federação Portuguesa de Futebol ao técnico para comandar a Selecção Nacional nos próximos dois jogos da qualificação para o Euro'2012.

"O presidente não tem de me dar explicações nenhumas. Um treinador não pode comentar nada sobre um presidente", afirmou hoje de manhã o treinador dos merengues, sobre a alegada recusa de Florentino Pérez ao convite de Gilberto Madaíl para ceder Mourinho por dois jogos da selecção.

O técnico do Real Madrid negou igualmente a possibilidade de danos na sua relação com o clube: "Sequelas? Não vejo razão para isso. A minha relação com o Real é a mesma de há três meses. Não há nenhum problema."

El Especial recusou ainda revelar as conversas que teve com os jogadores sobre esse tema, adiantando que só o fará por sua iniciativa. 

Sobre a provável nomeação de Paulo Bento como seleccionador nacional, José Mourinho 'despiu' o fato de treinador e manifestou-se essencialmente como adepto. "Como português estarei sempre de acordo e terei uma boa relação com o seleccionador, seja Paulo Bento ou outro. Apoiarei sempre o seleccionador. Não como treinador, mas sim como português. Como treinador não quero falar mais disto. É um assunto encerrado", concluiu. 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.