A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) negou hoje, em comunicado, que tenha chegado a acordo com “qualquer técnico” para a sucessão do técnico Carlos Queiroz à frente da selecção nacional.

“Face a notícias veiculadas esta tarde, a Federação Portuguesa de Futebol informa que não há qualquer acordo estabelecido com qualquer técnico para assumir a função de Seleccionador Nacional”, pode ler-se no primeiro de dois pontos da curta nota informativa.

O comunicado acrescenta que o “processo” de sucessão de Carlos Queiroz é liderado pelo presidente da FPF, Gilberto Madail, sublinhando que, “assim que estiver concluído, o nome do futuro responsável técnico será divulgado”.

Carlos Queiroz foi demitido na passada quinta-feira, por decisão unânime da direção da FPF, no seguimento dos castigos disciplinares que lhe foram impostos pela Autoridade Antidopagem e pelo conselho de disciplina da FPF e do mau arranque de Portugal na qualificação para o Euro2012.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.