Gonçalo Guedes é um dos jogadores do momento em Espanha. O avançado português concedeu uma entrevista à redação espanhola do UEFA.com, onde falou do momento que atravessa, das expectativas para o resto da época, dos seus ídolos e do sonho de vir a estar no Mundial2018.

"Foi um ano muito importante para mim, com muitas mudanças na mina vida. Afirmei-me no Benfica, depois joguei no Paris e, agora, estou a jogar no Valência. São três grandes clubes, que me fizeram crescer muito e continuar a mina progressão no futebol", começou por dizer.

"Foi muito bom para mim vir para o Valência. As coisas estão a correr-me bem, quer a nível individual, quer a nível coletivo. Agora há que manter este nível para nos mantermos o mais acima possível", completou.

Questionado sobre quem são os seus ídolos, o ex-Benfica escolheu Cristiano Ronaldo, mas também grandes nomes da seleção portuguesa.

"Não tenho um verdadeiro ídolo, mas tenho muitos jogadores para os quais olho como referências e não consigo escolher apenas um. Cada um tem as suas características e as suas qualidades, mas da seleção portuguesa, por exemplo, destaco Figo, Cristiano Ronaldo, Pauleta, Deco ou Simão. Foram jogadores que marcaram toda a gente", lembrou.

Gonçalo Guedes fazia parte da primeira equipa do Benfica que perdeu a final da primeira edição da Youth League da UEFA. Um momento duro, mas que serviu para muitos crescerem como jogadores.

"Foi um momento muito importante para todos nós. Éramos muito jovens e os jogos dessa competição eram bastante mais intensos do que aqueles que estávamos habituados a disputar em Portugal. Realizámos um excelente torneio. Acabámos por perder a final, mas foi uma experiencia muito boa. Serviu para todos nós percebermos que para estarmos ao mais alto nível há que trabalhar muito", lembrou

O atacante já foi chamado por Fernando Santos para a equipa principal de Portugal. O sonho é estar nos 23 do selecionador luso para o Mundial2018.

"Penso que para qualquer futebolista é muito importante jogar uma competição como o Mundial. É sempre muito bom. Trata-se, de facto, de um objetivo que tenho a nível pessoal. Gostava muito de ser convocado para o Mundial", atirou.

Para 2018, Gonçalo Guedes só tem um desejo:

"A única coisa que desejo é que tudo me continue a correr como tem corrido, que o Valência se mantenha na luta pelos primeiros lugares da tabela e que todos os objetivos, individuais e coletivos, se concretizem", desejou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.