João Félix, o jogador mais jovem da seleção portuguesa de futebol de sub-21, destacou hoje a importância de poder "aprender com colegas mais velhos" e assegurou não se deixar "iludir" com os elogios de que tem sido alvo.

"É excelente estar a aprender com os colegas mais velhos, que à partida sabem mais que nós", afirmou o jogador, de 18 anos, em conferência de imprensa.

João Félix, que faz parte dos eleitos de Rui Jorge para o duplo confronto com Liechtenstein e Suíça, falava aos jornalistas após mais um treino de preparação para as partidas do grupo 8 de qualificação para o Euro2019 de sub-21, no qual Portugal ocupa o terceiro posto.

"Os jogos entre seleções são sempre complicados, porque defrontamos os melhores jogadores de cada país. São jogos que vão contar muito para chegarmos ao primeiro lugar. O Liechtenstein poderá não ser tão forte quanto a Suíça, mas encaramos o jogo da mesma forma, com a intenção de fazermos o nosso futebol", referiu.

Félix tem sido escolha habitual do técnico Hélder Cristóvão no Benfica B, que disputa a II Liga, mas, apesar dos elogios de que tem sido alvo, não se deixa "iludir".

"É sempre bom ouvirmos falar bem de nós próprios, sejam elogios, mas também críticas construtivas. Fico extremamente contente com as palavras, mas, logo a seguir, tento não me iludir tanto e estar focado no trabalho", frisou.

Natural de Viseu, o médio admitiu que será "especial" disputar o encontro com o Liechtenstein em Tondela, antes de confessar que o seu "ídolo de infância era o Kaká", mas que agora gosta de "ver jogar o Neymar".

João Félix caracterizou-se como "um jogador inteligente, imprevisível, que gosta de ter contacto com a bola e isolar os colegas", e revelou que prefere atuar como médio ofensivo, embora venha sendo utilizado como avançado no Benfica B.

"A minha posição preferida sempre foi a de médio ofensivo, mas faço o que o mister pedir. Consigo adaptar-me bem a qualquer posição, seja ponta-de-lança, extremo, médio ofensivo", concluiu.

Portugal recebe o Liechtenstein na sexta-feira, a partir das 17:45, no Estádio João Cardoso, em Tondela, e joga na Suíça quatro dias depois.

A seleção portuguesa de sub-21 ocupa o terceiro lugar do Grupo 8 de qualificação para o Euro2019, com sete pontos, em quatro jogos, atrás da líder Roménia, que tem 12, em seis, e da Bósnia-Herzegovina, com nove, em cinco.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.