Joaquim Evangelista criticou duramente a previsível chamada de Liedson à selecção nacional para os confrontos que se avizinham no apuramento para o Mundial de 2010.

Este dirigente foi cáustico e sugeriu mesmo que o ‘Levezinho’ poderia ser mais útil “se estivesse na direcção da Federação Portuguesa de Futebol ”.

Lembrando que Carlos Queiroz está ligado a uma geração histórica de jogadores portugueses, lamentou que o seleccionador “esteja a alinhar na política oportunista de resultados imediatos”.

A terminar, frisou que quer o seleccionador quer o presidente da FPF devem ser responsabilizados se o avançado leonino vier a ser chamado à equipa das quinas e disse que “nada garante que Liedson seja uma mais-valia na selecção”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.