O extremo foi convocado pelo seleccionador Carlos Queiroz para os jogos de Portugal com a Bósnia-Herzegovina, do "play-off" de apuramento para o Mundial de 2010, mas o Real Madrid pretende que Cristiano Ronaldo permaneça em Madrid para continuar a recuperação da lesão no tornozelo direito.

Uma vez enviados os relatórios médicos, incluindo o do especialista holandês Niek van Dijk, que observou Ronaldo esta semana, o Real Madrid aguarda agora pela resposta da FPF.

Durante a tarde, a FPF advertiu que todos os jogadores convocados devem comparecer no estágio da selecção, que hoje se iniciou em Óbidos, e sublinhou que serão submetidos a exames médicos.

"Os jogadores que actuam em clubes espanhóis (excepto o atleta Miguel) juntar-se-ão ao estágio da selecção nacional na próxima quarta-feira, de acordo, aliás, com o regulamentado pelo organismo que tutela o futebol mundial", assinala o comunicado da FPF.

A FPF observa que "os atletas que chegarão na próxima quarta-feira serão submetidos a exames médicos que permitirão aferir da sua aptidão física para permanecerem no estágio", adiantando que "divulgará, oportunamente, os resultados dos testes clínicos efectuados".

Segundo o artigo 4.ª dos Regulamentos do Estatuto e Transferências do Jogador da FIFA, um jogador lesionado que seja convocado para a sua equipa nacional "deve submeter-se a um exame por um médico indicado pela respectiva federação".

Em alternativa, e se for esse o "desejo do jogador", o exame "poderá decorrer no país da federação onde ele se encontra registado", o que, no caso de Cristiano Ronaldo, seria Espanha.

Portugal defronta a Bósnia-Herzegovina no próximo sábado, no Estádio da Luz, em Lisboa, e na quarta-feira seguinte, em Zenica, em jogos dos "play-off" da zona europeia de qualificação para o Mundial2010, que se realiza na África do Sul.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.