O artigo n.º 4 que alude à dispensa de jogadores às selecções refere explicitamente que um jogador lesionado que seja convocado para a sua equipa nacional "deve submeter-se a um exame por um médico indicado pela respectiva federação".

Em alternativa, e se for esse o "desejo do jogador", o exame "poderá decorrer no país da federação onde ele se encontra registado", o que, no caso de Cristiano Ronaldo, avançado do Real Madrid, seria Espanha.

Apesar de continuar a recuperar de uma lesão no tornozelo direito, agravada precisamente ao serviço da selecção, no Portugal-Hungria, Ronaldo foi convocado por Carlos Queiroz para os decisivos "play-off" de apuramento para o Mundial2010, frente à Bósnia-Herzegovina.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.