Cristiano Ronaldo não terá no Euro2012 de futebol «mais pressão» para resolver os jogos de Portugal do que os seus colegas, garante Paulo Bento, selecionador nacional no torneio que vai decorrer na Ucrânia e Polónia.
Em declarações a jornalistas estrangeiros a trabalhar em Portugal, Paulo Bento reconheceu a importância do mais cotado jogador da seleção, mas salientou a importância do coletivo: «defendo desde sempre que Ronaldo não pode, e não deve, resolver todos os problemas da seleção, isso não faz sentido».
Por isso, o capitão não terá «pressão acrescida», reforçou o técnico, que concede à Espanha e a Alemanha o favoritismo no Europeu.
Paulo Bento disse ainda que Ronaldo poderá este ano chegar à Bola de Ouro, "pelo rendimento que teve, não só pelos golos, mas também pelas assistências, pela mentalidade".
«Com o título da Liga [espanhola] tem grandes possibilidades», reforçou.
Para o técnico, não deverá haver no Euro2012 maior pressão sobre Ronaldo, face à luta pela Bola de Ouro, pois a escolha pode ficar «decidida» antes do torneio.
No chamado "grupo da morte", com Holanda, Alemanha e Dinamarca, Portugal vai «resolver os problemas como equipa».
"No momento em que o conseguirmos, alguns ajudar-nos-ão de forma mais individual, pelo seu talento e capacidade", acrescentou.
Portugal quer passar aos quartos de final e «competir de igual para igual» com qualquer adversário, apresentando uma formação «agressiva e rápida», baseada num 4x3x3 e sem abusar do contra-ataque, «com iniciativa e a construir jogo».
«Algumas vezes vamos precisar de contra-atacar. Não vamos deixar de o fazer, porque as características técnicas, táticas e físicas dos jogadores o vão exigir, mas não queremos depender só disso», realçou.
Paulo Bento admitiu que ainda tem dúvidas para a lista de 23 e deu a entender que os jogadores que estiveram na fase de qualificação não deixarão de ir ao Euro2012, mesmo não sendo titulares indiscutíveis nos seus clubes, como é o caso de Rolando e Fábio Coentrão.
Por outro lado, Paulo Bento abriu a porta à chamada de Nélson Oliveira, que tem «caraterísticas diferentes» de Hugo Almeida ou Hélder Postiga.
Para a defesa, referiu mais uma vez que não voltará a falar com Ricardo Carvalho e José Bosingwa, apostando em outras soluções para o setor.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.