Depois de ontem ter participado na vitória do Real Madrid por 5-0, na comemoração do centenário do Borussia de Dortmund, em declarações à SIC, o avançado português exigiu mais respeito às pessoas que estão à frente da selecção.

"Só quero que me respeitem mais", começou por dizer, lembrando que chegou a jogar pela selecção nacional um dia depois de o pai ter falecido.

Visivelmente incomodado pelas criticas e dúvidas que se levantaram pela sua ausência do jogo amigável entre Portugal e Liechtenstein, Ronaldo disse ainda não compreender a forma como o seleccionador nacional e o presidente da FPF reagiram a todo o caso.

"São críticas muito más. O próprio presidente conhece-me bem e não compreendo porque fazem essas críticas, que me deixaram bastante triste."

Relativamente ao apuramento de Portugal para o Mundial de 2010, Ronaldo deu uma garantia aos portugueses.

"Confiem na equipa, pois vamos dar o melhor para nos apurarmos."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.