Ronaldo foi uma preocupação durante toda a semana para a equipa técnica da selecção nacional. Contudo, hoje foi o próprio jogador a garantir que amanhã estará no relvado para defrontar a Hungria.

"Já me sinto quase a 100% e com os tratamentos de hoje e amanhã, vou estar em plenas condições", afirmou o melhor jogador do mundo.

Sobre o adversário de Portugal este sábado, a Hungria, o avançado diz esperar uma partida semelhante àquela que ocorreu em Budapeste: "Acho que não vão mudar muito a filosofia de jogo. Sabem que se jogarem jogo a jogo contra nós será mais difícil. Esperamos uma equipa muito defensiva que vai jogar no contra-ataque. Temos as nossas armas e vamos tentar entrar bem pelo meio e pelas alas para tentar fazer golos. É essa a prioridade da equipa".

Nesta fase complicada de qualificação, Ronaldo espera poder estar ao seu melhor nível para ajudar a selecção a alcançar o 'bilhete' para a África do Sul: "Sempre fui um jogador que nos momentos difíceis costumo fazer a diferença. Agora vamos ver, espero poder ajudar a equipa com golos, com movimentações, com passes, com faltas. Vou dar o meu melhor como sempre dei".

Recentemente Wayne Rooney afirmou que gostava que a Selecção portuguesa não se apurasse para o Mundial. O ex-colega e amigo não o deixou sem resposta: "Porque sabe que Inglaterra não tem boas recordações de Portugal. Eles nos últimos jogos nunca nos ganharam. Não acredito que ele dissesse isso por não gostar de nós. A verdade é que nós não estamos bem nesta fase, mas se nos apurarmos para o Mundial, as coisas vão ser diferentes porque vamos ter muito mais tempo para trabalhar juntos e para nos conhecermos".

O Portugal-Hungria joga-se amanhã às 20.45.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.