Com uma vantagem de 6-1 na partida, Rui Jorge decidiu surpreender nos últimos 10 minutos do encontro com o Liechtenstein, ao colocar o central Rúben Semedo como avançado.

O defesa do Sporting correspondeu e conseguiu ainda marcar o último golo do encontro, fechando o resultado em 7-1 para a seleção portuguesa de sub-21.

No final da partida, Rui Jorge explicou porque tomou esta decisão. "Sabíamos que dificilmente nos iam criar perigo em termos defensivos, a toada do jogo ia ser de jogar no último terço deles, e optámos por ter mais gente na frente, a tentar o máximo de golos possível", disse o técnico, citado pelo site da FPF.

"Aproveitamos estes jogos para tentar fazer algo diferente. Não propriamente por este jogo em si, embora também nos pudesse ajudar, mas a pensar em situações futuras, quando tivermos de procurar desesperadamente um golo. Tentar mudar um pouco, perceber algumas lacunas quando optamos por este tipo de jogo. Tivemos 10 minutos em que descobrimos algumas limitações quando a ideia de jogo é essa. Vamos treinar para nos tornarmos mais fortes nesse aspeto", assegurou o técnico.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.