A localidade tem pouco mais de 26.000 habitantes e é conhecida por ser uma muito requisitada estância de Verão, especialmente para os turistas islandeses, mas a verdade é que a equipa lusa, que chega segunda-feira a conta-gotas – a invulgar concentração é feita, de forma inédita, fora de Portugal – vai ser recebida em condições climatéricas adversas.

As previsões apontam para uma temperatura a oscilar entre 175 e 17 graus e chuva durante boa parte do dia, condições muito semelhantes às que a selecção vai encontrar sábado em Copenhaga quando defrontar a Dinamarca, líder do grupo 1.

Terça e quarta-feira a temperatura deverá subir, mas a chuva continua a ameaçar.

O seleccionador Carlos Queiroz chega apenas segunda-feira a Varberg, tal como os futebolistas, que viajam de modo próprio: Miguel (Valência) deve ser o primeiro a chegar, esperando-se que o faça pouco depois das 12:00 locais (11:00 em Lisboa).

Entre as 14:00 e as 16:00 estão previstos contactos informais com os futebolistas no hotel da equipa, o Varbergs Kurort, enquanto Carlos Queiroz vai falar aos jornalistas em conferência de imprensa, às 16:00.

A equipa vai realizar o primeiro treino às 17:00 em Paaskbergsvallen, local que dista a cerca de 10 minutos de autocarro do hotel.

Depois de defrontar a Dinamarca sábado, Portugal tem novo desafio decisivo quarta-feira em Budapeste, frente à Hungria.

Cumpridas seis jornadas, Portugal partilha o terceiro lugar do Grupo 1 com a Suécia com apenas nove pontos, a quatro da Hungria e a sete da líder Dinamarca.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.