"Estava fora do relvado, pelo que é muito complicado ver os meus companheiros ali e não ter hipótese de os ir ajudar. Sinto-me impotente e as emoções são muito diferentes às que tenho normalmente no relvado. Devo admitir que sofri muito ao ver a partida de Portugal com a Bósnia", disse Ronaldo ao jornal espanhol AS.

Impossibilitado de dar o seu contributo à equipa de Carlos Queiroz em virtude da lesão no tornozelo direito, o avançado espera, todavia, regressar rapidamente: "A verdade é que me sinto bem. Esta semana vou fazer um teste para saber se estou apto, mas a recuperação está no bom caminho
O mais importante para mim é regressar a cem por cento. Vamos ver o que acontece, mas a meio da semana espero estar a treinar ao lado dos meus companheiros."

Confrontado ainda com o momento menos bom do Real Madrid e a proximidade do jogo com o rival Barcelona, no dia 29, Cristiano Ronaldo sublinha que os merengues "entram em campo com o objectivo de ganhar todas as partidas". "Temos de ir a Barcelona com muita humildade, mas o próximo encontro é sempre o mais importante. Nós antes desse jogo defrontamos o Racing e o Zurique, para a Liga dos Campeões", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.