A seleção portuguesa de futebol de sub-18 fechou hoje com “chave de ouro” a sua participação no Torneio Internacional de Lisboa, ao vencer os Estado Unidos por 1-0, graças a um golo na própria baliza de Ben Spencer.

Com três vitórias em outros tantos jogos, os jovens lusos entraram em campo depois de a Polónia ter garantido o segundo lugar, ao vencer a Eslováquia por 2-1, e mantiveram o nível dos dois jogos anteriores.

No encontro mais difícil da prova para a equipa das “quinas", os pupilos de Emílio Peixe, a jogar em 4-3-3, mantiveram sempre os olhos postos na baliza defendida por Zackary Steffen.

Hélder Costa, aos 22 minutos, e Frederic Maciel, aos 29, criaram as primeiras ocasiões lusas, enquanto o norte-americano Dillon Serna também esteve perto de marcar, aos 20.

Encaixado no mesmo 4-3-3 dos comandados de Javier Perez, Portugal foi perdendo espaço no terreno e, na segunda parte, os Estados Unidos superiorizaram-se taticamente, impedindo as transições ofensivas da equipa lusa.

Com o “nulo” a persistir, Iuri Medeiros, aos 87 minutos, teve a vitória nos pés. À entrada da área, à meia volta, rematou sem hipóteses de defesa para o norte-americano Zackary Steffen, mas a bola bateu no ângulo da baliza.

A sorte acabou, no entanto, por sorrir aos lusos, quando o recém-entrado Ben Spencer introduziu a bola na sua própria baliza, quando tentava efetuar um corte de cabeça, mesmo em cima do apito final.

Na classificação final, Portugal terminou com o pleno de nove pontos, contra cinco da Polónia, segunda, e dois de Eslováquia, terceira, e Estados Unidos, quartos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.