À margem de uma visita à exposição “O corpo humano como nunca o viu” com jovens estudantes do Bairro do Cerco, Vítor Baía elogiou a prestação da Selecção Nacional e Paulo Bento nos dois últimos encontros disputados.

“Foram duas finais ganhas. O apuramento é possível e espero que Paulo Bento tenha sorte. Todos sabemos das suas capacidades, espero que tenha êxito e consiga atingir os objectivos desejados”.

O ex-guarda-redes internacional disse ainda que os jogadores deram “uma imagem mais próxima do seu real valor” dentro de campo.

“Os jogadores têm que honrar a camisola de Portugal, independentemente das circunstâncias. Infelizmente nos primeiros jogos (4-4 com o Chipre e 0-1 na Noruega) isso não aconteceu”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.