Vincenzo De Luca, governador da Campânia, respondeu esta sexta-feira às críticas de Andrea Agnelli, presidente da Juventus, após o não comparecimento do Nápoles no duelo em Turim, devido aos casos de COVID-19 detetados no clube napolitano.

"Não consigo perceber a motivação do sr. Agnelli. Agradeçam-nos por não terem o Ronaldo infetado. Já conseguiram imaginar? Se tivéssemos ido a jogo e uma semana depois o Ronaldo era dado como positivo. Tínhamos sido manchete até no New York Times", atirou Vicenzo De Luca num direto do Facebook, citado pelo jornal A Bola.

A formação do sul de Itália, que conta com o português Mário Rui, assegurou ter sido impedido de viajar pelas autoridades sanitárias locais para realizar a viagem para Turim, arriscando uma derrota por 3-0, de acordo com o protocolo adotado para a retoma da Serie A.

O Nápoles, que anunciou as infeções dos jogadores Piotr Zielinski e Elif Elmas e de um elemento da equipa técnica, é o primeiro clube a cometer falta de comparência, para um jogo agendado e mantido, devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus, nos cinco principais campeonatos europeus.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.