O AC Milan vai estar ausente na próxima época das competições europeias de futebol, pela primeira vez desde 1998/99, após terminar a Liga italiana no oitavo lugar.
À semelhança do que ocorreu com o Manchester United em Inglaterra, a formação milanesa falhou a qualificação europeia, apesar de ter vencido por 2-1 na receção ao Sassuolo, que contou com o português Pedro Mendes no “onze”, como golos do ganês Muntari e do holandês Nigel de Jong, enquanto Zaza, já perto do final, reduziu para os visitantes.
No entanto, o triunfo do AC Milan foi insuficiente para alcançar uma posição que desse acesso à Liga Europa, que dependia de deslizes de Parma e Torino, que falhou durante o período de compensação uma grande penalidade que “roubaria” a vaga ao Parma.
O Torino não foi além de um empate 2-2 na frenética visita à Fiorentina, com a formação de Turim a recuperar duas vezes de desvantagens e a falhar o triunfo no final, mas o Parma assegurou o sexto lugar ao vencer em casa o Livorno por 2-0, com dois golos de Amauri.
Em Florença, Giuseppe Rossi deu vantagem aos anfitriões, aos 57 minutos, Larrondo empatou, dez minutos depois, o croata Rebic voltou a colocar a formação viola na dianteira, aos 79, e o esloveno Kurtic empatou, a seis minutos do fim. Nos descontos, Alessio Cerci ainda desperdiçou a grande penalidade que colocaria o Torino na Liga Europa.
Nos restantes jogos da 38.ª e última ronda do campeonato, o Nálopes goleou por 5-1 o Verona, cujo golo de honra foi assinado pelo argentino Iturbe, o Inter foi perder a Verona no terreno do Chievo, por 2-1, e a Lazio venceu na receção ao Bolonha, por 1-0.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.