Os milaneses inauguraram o marcador logo aos oito minutos, por intermédio do veterano médio holandês Seedorf, aumentando a vantagem com um golo do avançado brasileiro Pato, aos 41, de pouco valendo o tento de Vargas para a equipa anfitriã, aos 79.

O AC Milan parece lançado para suceder ao rival Inter de Milão na galeria dos campeões de Itália, mas voltou a perder o influente avançado sueco Zlatan Ibrahimovic, que regressou à competição após dois jogos de suspensão, mas foi de novo expulso, aos 87 minutos.

Horas antes, o Nápoles tinha colocado os milaneses sob pressão, ao igualar a pontuação do AC Milan na liderança da prova, graças à vitória em Bolonha por 2-0.

Giuseppe Mascara, aos 30 minutos, deu início ao triunfo napolitano, que seria selado pelo internacional eslovaco Marek Hamsik, já em períodos de compensação do primeiro tempo.

O Génova, com o guarda-redes português Eduardo a titular e sem Miguel Veloso, perdeu por 3-2 em Turim, frente à Juventus, somando o terceiro jogo consecutivo sem vitórias, caindo para 12.º posto.

Um autogolo do central Bonucci, aos sete minutos, deu vantagem aos genoveses, mas Marco Rossi, aos 50, “imitou” o adversário e estabeleceu a igualdade, que seria alterada por Floro Flores (57), antes de Alessandro Matri (63) e Luca Toni (83) operarem a reviravolta.

Também hoje, a Lazio recebeu e venceu o Parma por 2-0, resultado que permite aos “laziale” ascenderem ao quarto lugar, ultrapassando a Udinese, derrotada no sábado pela Roma, por 2-1.

Quanto ao campeão Inter de Milão, abriu a jornada com uma vitória caseira sobre o Chievo (2-0), com golos de Cambiasso e Maicon, mas mantém-se a cinco pontos de diferença do primeiro lugar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.