O Ministério Público de Cremona anunciou hoje que o selecionador italiano, Antonio Conte, será julgado por fraude desportiva no âmbito do processo que investiga um esquema de resultados combinados no futebol transalpino em 2011.

Conte será uma das 144 pessoas indiciadas de vários ilícitos, tendo de responder pelo de fraude desportiva no jogo Albinoleffe-Siena, mas o presidente da Federação Italiana de Futebol (FIGC), Carlo Tavecchio, já excluiu a possibilidade de demitir o selecionador.

“Continuará no cargo e cumprirá o seu contrato. Neste país temos o princípio da presunção da inocência e isso é válido também para Conte. O envio do processo para julgamento não é uma condenação”, observou Tavecchio.

Além do selecionador italiano, o procurador de Cremona pediu também que sejam levados a julgamento os ex-futebolistas Cristiano Doni e Giuseppe Signori.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.