O melhor jogador do mundo em 2006 não poupou críticas à imprensa italiana e numa conferência de imprensa disse, “Os meios de comunicação social trataram-me como se fosse um jogador dopado. Não houve doping nenhum. Fui picado por uma maldita abelha e estou tranquilo porque tenho a consciência limpa. Toda a imprensa exagerou e tratou-me como se eu fosse um dopado”.

Esta não foi a primeira vez que Cannavaro viu o seu nome ligado a um caso de doping. Em 2005, o internacional italiano enfrentou acusações de doping após a divulgação de um vídeo datado de 1999 em que o defesa se deixou filmar enquanto lhe era injectado Neoton na véspera da final da Taça UEFA, em que o Parma, clube pelo qual alinhava na altura, venceu o Marselha por 3-0.

“Esse vídeo foi uma maluquice minha. Espero que a sombra do doping não me persiga durante toda a minha vida. A minha carreira foi exemplar e esteve sempre dentro da lei”, afirmou o jogador, que viu o processo decorrente da picada de abelha ser arquivado esta segunda-feira pelo Comité Olímpico Italiano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.