A notícia é do jornal 'Corriere dello Sport' que refere que a Juventus já fez as contas e percebeu que não irá perder assim tanto dinheiro com una eventual saída de CR7.

115 milhões de euros foi o valor acertado com o Real Madrid para o pagamento do jogador, valor que tem sido liquidado e foi dividido em quatro tranches, ao pagar ao longo de quatro anos.

Por ano, o conjunto italiano tem um encargo anual de 64 milhões de euros com o português, o que resulta num ordenado liquido de 31 milhões de euros.

Ronaldo se ficar quatro anos na Juve irá custar cerca de 375 milhões de euros ao emblema de Turim. O jornal relembra que em termos comerciais o emblema do norte de Itália não cresceu assim tanto, com a chegada de CR7. Em 'merchadising', a Juventus encaixou mais 16 milhões de euros no ano da chegada do português. No segundo ano, as vendas caíram. Antes da situação de pandemia, a 'velha senhora' estava a vender 500 mil camisolas ao ano, números no entanto longe dos valores alcançados pelo Real Madrid e United quando o português representou estes clubes, com a venda de camisolas a cifrarem-se em 1,6 ME.

Em caso de saída do luso, a 'vecchia signora' poderia poupar cerca de 93 ME (valor do ordenado do português 64 ME + o valor da terceira tranche a pagar ao Real Madrid, cerca de 29 ME ano).

Contudo, o jornal italiano considera que sem Ronaldo a Juventus não teria nem de longe nem de perto a mesma competitividade. Perderia também o estatuto alcançado com a chegada de um dos melhores jogadores do mundo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.