O plantel do Nápoles, do qual faz parte o internacional português Mário Rui, terminou o isolamento obrigatório decretado pelas autoridades sanitárias, devido aos casos de covid-19 registados na equipa, informou hoje o clube da Liga italiana de futebol.

"Tendo em conta os resultados negativos dos últimos testes realizados, as autoridades de saúde decretaram o fim do isolamento do plantel no centro de treinos, estando todos os elementos autorizados a regressar a casa", anunciou o Nápoles, através da rede social Twitter.

Em 03 de outubro, as autoridades de saúde locais impediram o Nápoles de viajar para Turim, onde deveria defrontar a Juventus no dia seguinte, para a terceira jornada da Liga italiana de futebol, depois de os jogadores Piotr Zielinski e Eljif Elmas, e um membro do 'staff' napolitano terem testado positivo ao novo coronavírus.

Desde então, os jogadores do plantel têm estado isolados no centro de treinos do clube e sem poderem regressar aos respetivos domicílios.

De resto, o internacional português Mário Rui, que inicialmente tinha sido convocado para a seleção nacional, foi impedido de sair de Itália, obrigando o selecionador Fernando Santos a chamar Sequeira, do Sporting de Braga, para o lugar do lateral esquerdo.

O Nápoles foi o primeiro clube a cometer falta de comparência, para um jogo agendado e mantido, devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus, nos cinco principais campeonatos europeus, e arrisca uma derrota por 3-0, de acordo com o protocolo adotado para a retoma da Serie A.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão e oitenta e um mil mortos e mais de 37,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP. Em Itália, os números oficiais mais recentes apontam para 36.246 mortos e mais de 365 mil casos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.