O avançado português Beto revelou que há três anos trabalhava na cadeia de fast-food KFC, enquanto jogava numa equipa amadora. Agora, joga no campeonato principal de Itália, ao serviço da Udinese, onde já soma 10 golos.

"Há três anos treinava no Tires e trabalhava no KFC. Era uma boa vida. Sempre acreditei que poderia ser jogador. Queria ser profissional. Os meus companheiros não acreditavam, talvez apenas dois. Eles diziam-me ‘Beto, é difícil, é impossível’, depois fui para o Portimonense e isso mudou aquilo que pensava. Atualmente, gosto muito de estar em Itália”, disse Beto em declarações ao DAZN.

O avançado português de 24 anos encontra-se atualmente emprestado pelo emblema de Portimão à Udinese até ao final da temporada. Os italianos têm opção de compra do passe obrigatória por 10 milhões de euros.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.