"Reflecti durante algum tempo e finalmente disse que sim ao presidente da Lázio. Sim, parto para Roma. É um desafio muito importante", afirmou Reja, de 64 anos e que treinava o Hajduk Split, da primeira divisão croata.

O plantel da Lázio, que ocupa um lugar de despromoção na Série A, viu-se confinado hoje a um pavilhão para o habitual treino, devido à presença de várias centenas de adeptos enfurecidos no centro de estágio da equipa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.