O treinador da Juventus, Antonio Conte, reclama inocência no caso dos resultados combinados, tendo sido alvo de buscas por parte da polícia.

«Eu sempre fui honesto, íntegro e leal. Tanto como jogador como no papel de treinador. Podem perguntar aos meus ex-companheiros de equipa, aos meus jogadores e aos meus adversários. Sempre tentei ganhar jogos. Cheguei a ser agredido pela minha integridade», afirmou o técnico em conferência de imprensa.

Além disso, Conte afirmou ser «estranho aos factos».

«Eu li a acusação e a primeira pergunta que me ocorre é por que é que o procurador não me telefonou antes de me entrarem em casa», sublinhou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.