A FIGC emitiu hoje um comunicado, a explicar ir pedir a um tribunal de Nápoles extracções do processo que, alegadamente, podem por em causa o Inter de Milão, treinado actualmente pelo português José Mourinho, e outros clubes da série A.

Em 2006, a Juventus perdeu o título de campeã para o Inter e foi ainda despromovida à série B.

Além da Juventus, também foram penalizados o AC Milan, a Lazio e a Fiorentina, assim como diversos dirigentes da modalidade em Itália.

Luciano Moggi, director geral da Juventus por ocasião do denominado "Calciocaos", recorreu do processo e pediu a extracção de novas escutas telefónicas.

Na opinião da defesa, todas as equipas estavam em contacto com elementos de equipas de arbitragem ou dirigentes do sector.

Nas conversas recolhidas em 2004 e 2005, estarão em causa o actual presidente do Inter de Milão, Massimo Moratti, e Giacinto Facchetti, então presidente e falecido em 2006, adianta a imprensa italiana da especialidade.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.