Maria Ferrieri Caputi vai ficar na história do futebol italiano quando no domingo se tornar a primeira mulher a arbitrar um jogo da Serie A, o desafio entre o Sassuolo e a Salernitana, relativo à oitava jornada.

A ‘juíza’ de 31 anos, oriunda de Livorno, já tinha dirigido uma equipa da principal divisão transalpina, o Cagliari, mas em jogo da Taça de Itália com o Cittadella, e na época passada arbitrou vários desafios da Serie C (3.ª divisão).

Em 01 de julho, Maria Ferrieri Caputi ascendeu ao mais alto escalão do corpo de arbitragem transalpino pela associação de árbitros: ao fazer parte do seu comité nacional, ficou apta a comandar partidas da primeira divisão.

"É um sonho realizado, um momento histórico, Maria Sole foi promovida porque merece", regozijou-se, na altura, o presidente da Associação Italiana de Árbitros (AIA), Alfredo Trentalange, após revelar a lista dos ‘juízes’ para a temporada 2022/23.

As árbitras estão cada vez mais integradas nos jogos de futebol masculino e, em maio, a FIFA reforçou essa tendência ao anunciar que seis mulheres foram convocadas para o Mundial2022 do Qatar, que se realiza entre 21 de novembro e 18 de dezembro, incluindo a francesa Stéphanie Frappart, a primeira a apitar uma partida da Ligue 1, em 2019.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.