O resultado transparece dificuldades para o Inter que não correspondem à realidade, visto que a equipa de José Mourinho chegou com facilidade ao 2-0, com golos de Muntari, aos 13 minutos, e de Sjneider, na execução de um livre, aos 31, dominando toda a primeira parte.

Depois do intervalo, o Inter, a jogar em casa, deixou "adormecer" o seu jogo, procurando poupar energias depois do desgaste do meio da semana provocado pelo encontro com o Dínamo de Kiev, para a Liga dos Campeões, e acabou o jogo pressionado pelo Catania.

Os visitantes reduziram aos 84 minutos na transformação de uma grande penalidade por Mascara, em consequência de um erro do guarda-redes Júlio César.

Após o golo do Catania, José Mourinho substituiu de imediato Samuel Eto'o pelo defesa central Materazzi, na tentativa de precaver qualquer surpresa desagradável.

O treinador português voltou a não convocar Ricardo Quaresma, cuja saída do Inter tem sido ventilada pela imprensa italiana, que aponta Nápoles como um dos possíveis destinos do extremo.

Com este triunfo frente ao Catania, o Inter soma 22 pontos, mais dois do que a Sampdoria, segunda classificada. A Juventus, terceira com menos sete pontos, joga domingo em Siena, enquanto a Fiorentina, em igualdade pontual com a equipa de Turim, recebe o Nápoles, e o AC Milan, que está a 10 pontos do rival Inter, joga no estádio do Chievo Verona.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.