A "estrelinha" de Mourinho voltou a brilhar, já que a vitória só foi consumada em período de compensações, dois minutos depois dos noventa regulamentares, através de um golo do internacional holandês Sneijder, quando o empate parecia inevitável.

O Inter foi a primeira equipa a marcar, aos 22 minutos, pelo sérvio Stankovic, num remate cruzado a passe do camaronês Samuel Eto'o, mas a Udinese respondeu cinco minutos depois, através do internacional transalpino Di Natale (nono golo na prova), num lance de contra-ataque, após uma perda de bola do meio-campo milanês.

Esta vitória "arrancada a ferros" deixa o Inter na frente do campeonato, pelo menos até domingo, quando se completar a jornada e entrarem em acção, entre outros, a Sampdoria, até hoje líder isolada, com 15 pontos, e a Juventus, que era segunda classificada, com 13.

A equipa de Génova vai a Bolonha tentar recuperar a liderança, enquanto a formação de Turim, na joga o internacional português Tiago, que se encontra lesionado, tem um teste difícil na Sicília, onde vai defrontar o Palermo, do ex-benfiquista Fabrizio Miccoli.

No outro jogo antecipado da sétima ronda, o Bari, 12.º classificado, com sete pontos, não foi além de um “nulo” em casa, frente ao Catania, 18.º classificado, com três. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.