A Lazio venceu no sábado o Bolonha por 2-1, com golos de Luis Alberto e Ciro Immobile para a formação romana, regressando aos triunfos na Liga italiana de futebol após três jogos sem sentir o ‘sabor' da vitória.

Os golos da partida só surgiram na segunda parte, depois de o videoárbitro (VAR) ter anulado um tento apontado pelo sueco Matias Svenberg, aos 13 minutos, para os visitantes, com o espanhol Luis Alberto a apontar o primeiro da partida, aos 54.

Immobile, o melhor marcador da Serie A na temporada passada, com 36 golos, seguido pelo astro português Cristiano Ronaldo, da Juventus, com 31, fez o segundo do jogo aos 76.

O Bolonha ainda reduziu por Lorenzo De Silvestri, aos 90+1, mas não evitou a derrota que deixa o clube na 18.º posição, com apenas três pontos em cinco jornadas (uma vitória e quatro derrotas).

Já a Lazio, que não vencia para o campeonato desde a primeira ronda, segue agora no 10.º posto, com sete pontos.

Nos outros jogos de sábado, em Itália, o Inter Milão venceu na deslocação ao campo do Génova (2-0), subindo provisoriamente ao terceiro lugar, beneficiando do deslize da Atalanta na receção à Sampdoria (3-1).

Depois de uma primeira parte sem golos, o avançado belga Lukaku abriu a contagem, aos 64 minutos, e D'Ambrosio confirmou o triunfo do Inter Milão, aos 79, pondo fim a um registo de dois jogos sem vencer na Serie A (uma derrota e um empate).

Com esta resultado, os vice-campeões italianos subiram provisoriamente ao terceiro posto, com 10 pontos, mais um do que Atalanta e Sampdoria, que se defrontaram no primeiro jogo do dia.

Em Bérgamo, a Atalanta sofreu o segundo desaire seguido na Serie A e foi surpreendida pela equipa de Génova, que registou o terceiro triunfo seguido, depois de um arranque com duas derrotas.

O internacional português Adrien Silva não saiu do banco da Sampdoria e viu a sua equipa chegar à vantagem aos 13 minutos, pelo veterano avançado Quagliarella, que também falhou uma grande penalidade já perto do intervalo.

Na segunda parte, o norueguês Thorsby, aos 59 minutos, aumentou a diferença, mas o colombiano Zapata deu alguma esperança à Atalanta, aos 80, com a conversão de uma grande penalidade.

Quando a equipa da casa procurava fugir à derrota, o checo Jankto, aos 90+2 minutos, aproveitou os espaços dados e confirmou a vitória da Sampdoria de Claudio Ranieri.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.