A Federação italiana de futebol (FIGC) anunciou hoje que vai investigar 22 clubes e 61 pessoas na sequência do último escândalo de apostas ilegais e resultados combinados a afetar o desporto italiano.
Sem especificar as equipas e os indivíduos envolvidos, a FIGC informou que os investigados serão notificados na quarta-feira.
A entidade acrescentou ainda que há 33 jogos sob investigação, sendo 29 da segunda divisão e nenhum da Serie A.
Mais de 30 pessoas foram detidas em Itália no último ano em relação com o processo iniciado pelas autoridades em Cremona, incluindo os antigos capitães do Atalanta, Cristiano Doni, e da Lazio, Giuseppe Signori.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.