Maxi López, antigo internacional argentino, atualmente ao serviço do Sambenedettese, na Série C de Itália, recordou um episódio hilariante com Zlatan Ibrahimovic, quando ambos representavam o Milan em 2011/12.

"Recebo a bola e quando rodo procuro-o automaticamente, colocando-lhe a bola por cima. Ele fica parado, a olhar para mim. Se rodasse ficava sozinho, mas não, fica a olhar para mim com a cara de enjoado que tem e grita-me a dizer que quer a bola no pé", recorda o argentino.

"Eu respondi-lhe e disse que se tivesse rodado ficava de frente para a baliza. A cara que ele fez... Ele mede dois metros e sabe karaté... Quando o jogo terminou, ganhámos, pensei que ele ia dizer-me alguma coisa, mas não disse nada. Na semana seguinte, na concentração para um jogo da Liga dos Campeões, chamou-me de parte, queria falar comigo. Disse-me que gostava dos argentinos, que têm personalidade e que não são como os brasileiros. Mas também disse que se fizesse aquilo outra vez, arrancava-me a cabeça", acrescentou Maxi López.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.