O anúncio foi feito pelo próprio presidente do clube, em entrevista ao “Gazzetta dello Sport”.

“Decidimos fazer uma revolução que passa por uma reorganização financeira. A partir de agora todos os contratos, tanto novos como renovações, terão uma abordagem diferente”, revelou Moratti.

“Haverá um mínimo garantido mas inferior ao dos contratos vigentes. Haverão ainda prémios de contrato definidos para os títulos que espero ganhar”, adiantou presidente do clube orientado por José Mourinho, justificando a sua decisão com o custo actual dos contratos.

“De 232.6 milhões de euros em volume de negócios, 199 foram dedicados a salários – é demasiado”, concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.