Em silêncio. Foi desta forma que José Mourinho, jogadores e responsáveis do Inter reagiram face ao polémico empate (0-0) diante da Sampdoria.

Com as expulsões de Samuel (32') e Cordoba (38'), os campeões italianos viram-se obrigados a resistir quase uma hora em inferioridade numérica. A revolta estendeu-se dos jogadores ao público, que brindou o árbitro com um 'mar de lenços brancos'.

O desagrado de José Mourinho com a arbitragem ao longo do jogo foi visível no banco de suplentes e atingiu a sua expressão máxima num cartão amarelo a Eto'o, por alegada simulação de uma grande penalidade, que deixou o treinador português... a rir.

Apesar de tudo, o Inter aguentou o nulo e permitiu a José Mourinho completar oito anos sem perder em casa.

Segundo a imprensa transalpina, o silêncio dos 'nerazzurri' terá sido imposto pelo presidente Massimo Moratti.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.